Impressão sob demanda (print on demand)

A impressão sob demanda pode ser uma ótima alternativa para o seu negócio, pois torna o risco de investimento menor. O que significa isso? Que o preço unitário do livro pode até ser maior, porém o custo total diminui, pois gasta-se menos com logística e com a impressão de grandes tiragens.

cmyk

Entrevistamos Clineu A. Stefani Jr., CEO da gráfica PSI7, e ele nos contou um pouco como funciona a impressão sob demanda.

Segundo Clineu, “a tendência macroeconômica do mercado mundial é de crescimento de 25% a 30% na impressão digital. O fator microeconômico brasileiro da crise acentuou ainda mais a queda da impressão offset tradicional e promoveu o crescimento da impressão digital sob demanda; no caso específico da PSI7, temos o site www.book7.com.br (que existe há mais de 10 anos de mercado), que cresce cerca de 80% ao ano”.

Veja a seguir a entrevista do CEO:

Profissão Editor: O que é POD e qual a diferença entre essa modalidade de impressão e a baixa tiragem?

Clineu A. Stefani Jr: POD (Print On Demand) – impressão sob demanda – significa que o cliente imprime somente o que ele necessita, sem a aquisição de estoque. Isso nas mais variadas tiragens, podendo ser de 1 exemplar (one2one) a baixas tiragens propriamente ditas. Se bem que hoje a impressão digital está crescendo a passos largos para tiragens que vão de 1 a 1.500 / 2.000 exemplares, com a migração do chamado low-end da impressão offset.

PE: Quando se iniciou a POD no Brasil?

CASJ: A impressão digital no Brasil se iniciou em meados dos anos 1990, sendo que iniciei na área de impressão POD em 1992.

PE: Atualmente, qual é o tamanho do mercado de POD no Brasil? Qual percentual ele representa em relação às impressões feitas no país?

CASJ: O mercado brasileiro ainda tem por crescer muito, pois não passa de 1% a 2% de todo o mercado de impressão no país, haja vista que o mercado americano, muito mais maduro que o nosso, possui um share de 18% entre impressão digital / offset. Vejo o mercado brasileiro, devido à tardia entrada das gráficas convencionais para esse mercado, como um mercado de grande potencial de crescimento.

PE: Como esse tipo de impressão pode ajudar o mercado de livros?

CASJ: Principalmente pela produção de livros e eliminação de estoques, o que reduz em muito o custo das editoras, além de eliminar perdas frequentes por obsolescência, o que gira em torno de 31% no mercado brasileiro. Somado a isso, as empresas podem ter a capacidade de lançar cada vez mais títulos com menor tiragem por título e consequentemente com muito menos investimento e risco. Graças a esses fatores, vejo uma enorme oportunidade em um futuro próximo de redução de custos e de preço dos livros, proporcionando, consequentemente, ganho para o consumidor final.

Em relação aos títulos que uma editora lança atualmente, menos de 5% deles são best-sellers, em torno de 25% são títulos de vendagem mediana, ou seja, 70% dos títulos são de baixa vendagem e “carregados” pelos outros 30%; dessa maneira, a editora pode produzir essa linha dos 70% dos títulos chamados de fundo de catálogo. A POD pode gerar receita lucrativa e não drenar recursos dos outros 30%.

PE: O que a PSI7 tem de diferencial para a POD?

CASJ: Eu diria que a PSI7 tem “estrada”. Com seus 25 anos de vivência em POD, tem muita experiência, errou muito, aprendeu muito, e hoje está na frente de várias empresas que ainda estão passando por esse período de aprendizado. Pelo fato de o mercado brasileiro ter demorado muito para enxergar a impressão sob demanda como uma alternativa viável, eu diria – mais agressivamente – até que foram “obrigadas” pela crise a entrar para o POD, com o risco de deixarem de existir no mercado brasileiro.

Adquirimos experiência, qualidade diferencial com livros costurados e com cola PUR (Poliuretano), além de tecnologia, via internet com o nosso sistema B2B  e B2C (o próprio site Book7), além da tecnologia web2print, que permite que personalizemos livros, 1 a 1 via site.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You may use these HTML tags and attributes:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>