Retratos da Leitura no Brasil

(por Larissa Caldin)

56% da população brasileira leu um livro nos últimos três meses.

Mas que tipo de livro? Com qual finalidade?

Participamos, ontem, 18/06, do evento que apresentava a quarta edição da pesquisa Retratos da Leitura no Brasil, realizada pela Fundação Pró-Livro (IPL), a qual tinha como finalidade: “Avaliar impactos e orientar políticas públicas do livro e da leitura, tendo por objetivo melhorar os indicadores de leitura do brasileiro; promover a reflexão e estudos sobre os hábitos de leitura do brasileiro para identificar ações mais efetivas voltadas ao fomento à leitura e o acesso ao livro; promover ampla divulgação sobre os resultados da pesquisa para informar e mobilizar toda a sociedade sobre a importância da leitura e sobre a necessidade de melhorar o ‘retrato’ da leitura no Brasil”.

A pesquisa contemplou 5.012 entrevistados em 315 municípios brasileiros. A mostra teve um número significativo e, por meio da entrevista presencial, conseguiu chegar a lugares onde o acesso ao livro é restrito. Comparada às edições passadas, a pesquisa de 2015 trouxe novidades nas perguntas e no quesito comparativo. O conceito de leitor, no entanto, permanece o mesmo das outras edições: indivíduo que leu, inteiro ou em partes, pelo menos um livro nos últimos três meses.

A pesquisa abordou 12 escopos: Perfil da Amostra; Motivação e hábitos de leitura; Barreiras para leitura; Acesso e consumo; Perfil do leitor de livros; Indicadores de leitura; Influência (formação leitora); Representações sobre a leitura; O que lê; Leituras em meio digital; Percepção sobre Bibliotecas escolares e universitárias.

Este texto abordará os aspectos que nós, do Profissão Editor, consideramos mais importantes, seja por nos surpreenderem, seja por confirmarem hipóteses.

A principal motivação para ler um  livro é o quesito “gosto”. Essa justificativa foi concentrada nas faixas etárias de 5 a 24 anos. Após “gosto”, segue-se com “atualização ou conhecimento geral”, porém este nas faixas etárias de 25 a 70 ou mais. É compreensível notar que a adoção de livros de desenvolvimento pessoal e profissional, portanto, é concentrada na faixa etária de inserção no mercado de trabalho.

A tabela a seguir revela quais os gêneros lidos por quem estuda ou não estuda. É válido notar que a Bíblia permanece em primeiro lugar, seguido pelos religiosos –porém, o público maior desses gêneros são os que não estão estudando.

 

Outro ponto que achamos digno de atenção é a o retrato do tipo de leitura vigente no Brasil:

 

Nota-se que, com exceção da Bíblia – que já era esperado –, apenas dois livros continuam na lista desde 2011. Esse fator pode ser explicado pela explosão de alguns livros de youtubers e bloggers que ocorreu em 2015. Além desse gênero, os romances, como “A culpa é das estrelas”, tomaram a cena nesse ano.

A pesquisa demonstrou que as pessoas estão utilizando mais os espaços públicos para a leitura – na edição de 2015, nota-se mais utilização para leitura de locais como parques, praças, shopping, praia, clubes, livrarias, cybercafé, cafeterias e bares. Interessante notar que 5% dos leitores leem nas próprias livrarias. Por isso a necessidade de adequação e transformação da livraria em um local de lazer e multiculturalidade. Segundo Volnei Canônica, “a livraria foi beber da experiência da biblioteca como espaço que oferece conhecimento e cultura múltiplos”.

O que mais nos surpreendeu, como editoras, foi o porquê os entrevistados afirmaram não terem lido nos últimos três meses. Embora a maior parte, 32%, tenham justificado ser pela falta de tempo; 28% – número considerável – responderam simplesmente não gostar de ler. Em nossa visão, este pode ser o maior desafio para formarmos uma nação de leitores, o que dependerá da ajuda de um governo alinhado com o incentivo à leitura, editores preocupados com o conteúdo e famílias e educadores que influenciem esse hábito.

O portal PublishNews divulgou hoje a pesquisa completa. Se quiser saber um pouco mais é só acessar o link:

http://www.publishnews.com.br/estaticos/uploads/2016/05/zPurbYyLtHcyykd8onwpYk7qz6lopAWUYdDlHbLRAKy1FQWdCNf64T4VIOIZAP7BUJAxYsxkbY73VaWp.pdf

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You may use these HTML tags and attributes:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>